Como se livrar de ataques de phishing e Ransomware

Como se livrar de ataques de phishing e Ransomware

Muito provavelmente são poucas as empresas que nunca ouviram os termos phishing e Ransomware.

Na grande maioria das vezes, as duas ameaças podem andar de mãos dadas e no caso de a sua empresa ser vítima das mesmas, o prejuízo pode ser enorme.

Ambos os termos estão relacionados com segurança online, e ataques desta tipologia podem acontecer a qualquer empresa independentemente do seu tamanho.

Desta forma, saber como prevenir ou livrar-se de um ataque desta tipologia é importante. Hoje explicamos-lhe melhor no que concerne cada um destes ataques, assim como lhe deixamos umas dicas.

O que é afinal o phishing e Ransomware?

De forma a perceber um pouco mais sobre ambas as ameaças, iremos explicar-lhe primeiramente o que são.

Pois bem, o phishing deriva do verbo fishing que significa pescar. Este tipo de ataque funciona exatamente dessa maneira, ou seja, é lançada uma isca (normalmente um email falso) que tem como objetivo levar o utilizador a abrir um link e infetar uma rede informática de forma a conseguir obter informações sensíveis sobre uma pessoa ou um negócio.

Já o Ransomware é um código que bloqueia ou restringe o acesso ao computador ou a determinados ficheiros, e apenas pode ser desbloqueado mediante o pagamento de um regate aos hackers.

Portanto, pode-se dizer que o Ransomware é um sequestro remoto, e que a libertação da vítima (no caso, o computador) apenas irá acontecer com o pagamento de um valor específico. Então, os criminosos virtuais liberam um código para desbloquear o acesso.

Como prevenir os problemas de phishing e Ransomware?

Pois bem, como já percebeu, tanto o phishing e Ransomware são problemas reais que podem afetar a sua empresa. Desta forma, saber como se proteger é importante de modo a não ter problemas no futuro.

Tenha em mente que a forma mais eficiente de evitar os problemas com phishing e Ransomware é a formação. Por isso, todas as empresas devem investir em treino e formação para os seus colaboradores, de modo que eles entendam muito o assunto e a sua seriedade.

Essas orientações não devem ser aplicadas apenas para o ambiente de trabalho e o computador do trabalho em si, mas também para as informações divulgadas pelos colaboradores, por mais irrelevantes que possam parecer.

Por exemplo, se um colaborador publicar numa das suas redes sociais que esteve numa festa da empresa e no dia seguinte receber um email de um suposto superior, dizendo que também estava naquela festa e tem algum tipo de proposta, dificilmente parecerá mentira, mas pode ser.

Por isso, cuidados pessoais, como não veicular informações sobre o trabalho nas redes sociais pessoais ou manter os perfis privados, também podem ajudar muito a evitar e prevenir esse problema.

Além disso, sempre que receber algum email, mensagem ou link estranho, o melhor a se fazer é falar com a equipa de TI para verificar do que se trata, ou então entrar em contato com o suposto remetente para saber se é verdade ou não.

Lembre-se que a tendência para estes ataques de phishing e Ransomware têm aumentado drasticamente, por isso previna-se e evite problemas de maior.