6 passos para evitar o sequestro informático da sua empresa

6 passos para evitar o sequestro informático da sua empresa

Em 2017 o sequestro informático das empresas foi um dos temas com maior abrangência a nível informático.

Contudo, a verdade é que na grande maioria dos casos as empresas não estavam sequer minimamente preparadas para essa eventualidade.

Dessa forma, hoje resolvemos dar-lhe algumas dicas para que conseguia evitar ter problemas a nível informático. No entanto, obviamente que não podemos garantir que a sua empresa não será alvo no futuro de qualquer tipo de ataque informático.

Mas pelo menos, se implementar estas dicas, vai estar mais protegido.

6 dicas para evitar o sequestro informático da sua empresa

O sequestro informático de uma empresa é sempre algo muito complicado para os empresários, pois além de colocarem em risco todas as informações importantes do seu negócio, coloca também em risco a reputação de uma empresa.

Desta forma, a proteção é o seu melhor aliado para evitar estes problemas no futuro. Siga as nossas dicas.

1 – Formação de colaboradores

A formação dos colaboradores é essencial, já que uma em cada cinco infeções de ransomware deve-se ao descuido ou desconhecimento dos colaboradores relativamente às táticas usadas pelos cibercriminosos.

2 – Controlar o acesso de dados

A grande maioria das empresas utiliza pastas partilhadas entre os utilizadores para assim criar um espaço central de colaboração. Ao restringir o acesso a este tipo de localizações pode prevenir a expansão de ransomware.

3 – Reforçar a segurança dos endpoints

Os tradicionais antivírus continuam a ser imprescindíveis, contudo deve certificar-se que a sua empresa recorre a versões corporativas de endpoint protection que identificam proactivamente arquivos em risco e bloqueiam ameaças sem prejudicar o desempenho dos postos de trabalho.

4 – Implemente aplicações de segurança para dispositivos móveis

Com a transformação digital cresce a tendência para a utilização remota de aplicações corporativas através de dispositivos móveis. Este ambiente aberto significa que as empresas vão estar cada vez mais vulneráveis a ataques e ameaças que visam smartphones e tablets.

Neste domínio, os ramsomware Small e Fusob, bloqueiam os dispositivos, exibindo uma mensagem que simula ser enviada pelas autoridades policiais. O teor dessa mensagem acusa o utilizador de ter cometido delitos e exige o pagamento de uma multa para que possa reaver o acesso ao aparelho.

5 – Usar sistemas wireless com tecnologia de prevenção

A grande maioria das soluções tradicionais de administração de redes wireless não consegue impedir dispositivos não autorizados de se ligarem às suas redes ou bloquear ameaças exteriores. Basta um destes dispositivos desconhecidos estar infetado com um ransomware e conectar-se à sua rede empresarial, que automaticamente a infeção é espalhada também pelos servidores.

Para evitar estes ataques, deverá ter implementados sistemas WIPS (Wireless Intrusion Prevention Systems) que previnem acessos não autorizados à rede local.

6 – Faça backups regulares

Ao utilizar um software que faça backup automático de todos os documentos para a cloud, terá sempre os seus ficheiros em segurança. Em caso de ataque necessita apenas de repor a informação no computador.

Agora que já sabe como se prevenir um sequestro informático, está na hora de colocar a sua empresa em ordem, e proteger o seu negócio.