Melhores práticas de conteúdo para e-commerce

Melhores práticas de conteúdo para e-commerce

Pois bem, antes de começar é importante que perceba que copywriting é diferente de copyright (que tem a ver com a proteção dos direitos de autor) e com writer (que é o próprio escritor).

De forma simples, o copywriting trata-se de escrever de uma forma otimizada para influir no consumidor determinado objetivo (que pode ser o aumento de vendas, a subscrição de uma newsletter…).

De seguida, iremos deixar-lhe algumas dicas simples sobre as melhores práticas de conteúdo, que pode utilizar para criar conteúdos que convertem, principalmente se não tem capacidade financeira para subcontratar este serviço.

Quais as melhores práticas de conteúdo para vender mais

Pois bem, a escrita tem evoluído de forma constante e adapta-se a todas as realidades. Se por um lado algumas redes sociais delimitam o número de caracteres em 280 (como é o caso do twitter) muitos outros espaços (como é o caso dos blogs) necessitam de um número muito mais extenso de palavras.

Mas mesmo online, existem diversas formas de escrever: para a web tradicional (websites, blogs lojas…), para dispositivos móveis, para email marketing e para redes sociais (e dentro de cada uma existem ainda diversos outros tipos de escrita que devem ser adaptadas às melhores práticas de conteúdos).

Desta forma, hoje resolvemos deixar-lhe uma lista simples de soluções para escrever bons conteúdos, independentemente da plataforma que vai utilizar.

Imagine que quer saber qualquer informação sobre o negócio de informática. Provavelmente irá realizar uma pesquisa online, e vai verificar que os artigos que vai encontrar e que têm efetivamente qualidade seguem a lista seguinte.

  • Use uma pirâmide invertida e comece pelo mais importante e depois escreva o mesmo importante;
  • Conheça o seu target, defina objetivos e utilize as palavras chave corretas para os alcançar;
  • Utilize as perguntas típicas dos jornalistas: Quem, O Quê, Quando e Porquê. O seu texto deve responder a todas as questões;
  • Utilize sempre o método dos 4 U’s – Urgente, Único, Ultraespecífico e Útil;
  • Tenha também em vista o modelo AIDA: Atenção, Interesse, Desejo e Ação;
  • Utilize frases curtas e conta histórias;
  • Não use itálicos e negritos em demasia. O negrito pode ser utilizado para destacar palavras chave ao longo do texto, de forma a facilitar uma leitura na diagonal.
  • Escreva numa linguagem informal, clara e direta;
  • Aplique verbos fortes (por exemplo esclareceu em vez de disse);
  • Evite sempre que possível referências temporais;
  • Utilize títulos com máximo de 8 palavras, frases com 15 ou 20 palavras e parágrafos com 70 ou 90 palavras;
  • Pense sempre em bons títulos, subtítulos, negritos, listas e imagens (pode aproveitar o banco de imagens grátis);
  • Utilize CTAs ou links para mais detalhes;
  • Evite fontes que tenham serifas;
  • Tenha atenção à cor do texto para não ser distrativo para o leitor;
  • Estimule constantemente o cliente

Como vê estas são apenas algumas dicas simples que lhe explicam as melhores práticas de conteúdo para vender mais, tanto a novos clientes, como aos clientes que já tem.